Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

#EsteOutroMundo

#EsteOutroMundo

I Wish I Could Say

De: Letrinha de Cereja

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Para: Minha Menina

Rua das Essências,

Travessa do Passado, nº8B

Sonhos e Desejos. 

 

Minha Pequena Princesa:

    Não sei como após oito anos passei tanto tempo sem ti. Sem o teu apoio, sem os teus conselhos, sem os teus abraços. Estes últimos tempos têm sido um desastre! Tenho virado, revirado e "re-revirado" a minha cabeça ver se arranjo maneira de falar contigo, se arranjo o que te dizer sem ser alvo de chacota para esses de quem tu tanto gostas e que voltes para o meu lado, para voltarmos a ser as "manas" qe sempre fomos, e que seja para sempre como tínhamos dito, pensado, escrito.

    Ver as prendas que me deste, ler as coisas que me disseste, pensar que as perdi por orgulho, por mentiras! Que as troquei por revolta, pensamentos errados e vontade de mudar. Passaram 2 anos, 2 longos anos e apesar de sempre o ter sentido, só agora começo a admitir a falta que me tens feito todo este tempo, o medo que tenho que te transformes no que já alguém se transformou, no medo que sofras, no medo de estares mais feliz sem mim do que parecias ser comigo, o medo de pensar que nunca mais te terei a apoiar-me a rir comigo, a fazer disparates.  Estarei a pensar errado quando penso que quando olhas para mim com aqueles teus olhinhos de quem não faz mal a ninguém pensas o mesmo que eu? Estarei a ser egoísta quando digo que dava tudo para que voltasses a ser a minha menininha, a minha maninha e deixasses o que tens agora? A verdade é que enquanto eu te virei as costas, houve quem ficasse contigo, e quem se juntasse a ti e todos te ajudaram a viver sem mim, desculpa se pareço narcisista, mas parecias ser tão dependente de mim, como eu fui e ainda sou de ti. Mas, tu mudaste, eu mudei, eles mudaram, o espaço mudou, o tempo também...

    Admito que errei, errei assim tal como tu. Há uns tempos, pediram-me desculpa por me terem julgado por coisas que disseram sobre mim e eu acabei por cometer a mesma asneira. Incrível como um telefonema mudou o meu estado de humor e a minha grande amizade de oito anos contigo! OITO ANOS: metade da nossa vida! Queria tanto que eu e tu voltássemos a ser o que éramos. Agora, que tenho o melhor namorado do mundo, os quatro melhores amigos que poderia ter(!) faltas tu, essa tua alegria e beleza. Eu adoro-te tanto miúda!

    És um mês mais velha que eu, mas sempre foste a minha menina, a minha princesa e agora sei disto: SEMPRE O FOSTE, és o que me falta para ser totalmente feliz! Fazes parte de mim, do meu passado e gostava que fizesses parte do meu futuro inteiramente! 

    Agora tu tens a tua vida, tens um grupo que te adora, mas não sou a única a dizer que não pareces pertencer ali nem pareces feliz, parece que perdeste o brilho que tinhas. Tenho receio do que possas pensar, do que possas fazer. Tenho medo de sofrer ainda mais do que sofro se continuar em silêncio. TU ÉS UMA DAS MINHAS ESTRELAS, DAS MINHAS ESSÊNCIAS, tu eras a prenda perfeita, a recopensa perfeita pelo que sofri durante estes 2 anos. Dois anos que usei para tentar esquecer todo um passado contigo, todo um passado que me construiu. Dois anos que usei para me mentalizar de uma coisa que nunca me deveria ter passado pela cabeça: não tu, devia ter pensado logo ser impossível.

    Perdoa-me,

Letrinha de Cereja.»

   

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

  • Ilusionista.

    25 Fevereiro, 2024

    Fui eu! Claro que a culpada fui eu!    A culpada fui eu porque acreditei em tudo aquilo que (...)

  • "Amar é dar a alguém a paz que o mundo tira".

    03 Fevereiro, 2024

    Deixemo-nos de cenas : a vida e o mundo de hoje em dia são - inevitavelmente - stressantes. (...)

  • Gostar de ti

    15 Janeiro, 2019

    É fácil gostar de ti.  É fácil gostar do brilho que me trazes, da energia que me dás, (...)

  • Acontece

    29 Julho, 2015

    Era suposto ser só eu. Eu e as as minhas manias, as minhas manhas, os meus sonhos, as minhas (...)

  • [Im]perfeição

    23 Novembro, 2013

    "Foi perfeito", repetia: "perfeita a maneira como tudo aconteceu, como tudo correu", como ele (...)

Partilha[-me]

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2011
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2010
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2009
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D