Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

#EsteOutroMundo

#EsteOutroMundo

Discretamente.

És um ser discreto num mundo descarado. Um ser silencioso num mundo [demasiado] barulhento. És um ser misterioso num mundo de evidências.

Chegas escondido por entre as pradarias da vida, aproximas-te tacitamente e olhas-me como quem quer chegar mais perto e pede aprovação (por favor, não peças). Não esperas, mas não tens pressão também: tomas-me a medo e conquistas-me devagar, discretamente, como quem não quer a coisa. Tudo a seu tempo. E porquê ter pressa, se o mundo normalmente já acelera? És um ser calmo, num mundo apressado. E a pressa é inimiga da perfeição. E talvez estejas a escrever algo cuidadosamente e queiras chegar lá: ao auge, ao topo, ao melhor. À ordinária imaculidade que toda a gente espera conseguir alcançar e que, considerada neste teu momento e neste teu mundo, não parece tão ordinária. E talvez consigas chegar até lá, talvez consigas alcançar a perfeição. Talvez consigas mesmo alcançar o que procuras.  E quem espera sempre alcança.

 

E alcanças-me. E eu deixo-te alcançar-me, lentamente. E eu alcanço-te sem ter a celeridade que nenhum de nós precisa...ou quer. És uma pequena bolha num áspero mundo gigante. Tornas-te um mundo gigante e delicado, na minha pequena bolha. És um ser suave num mundo grosseiro.

 

Discretamente, aconchegas-te no ponto final da frase que escreveste para mim. Esperas que a leia e a interprete [que te leia, e te interprete]. Esperas que a repita e a reescreva [esperas que te repita e te reescreva]. E a descreva. E te descreva. Queres tão indiscretamente que te leia e te repita, que chegas a tornar um pouco mais indiscreto. Mas eu gosto de ti indiscreto. E discreto. E no meio termo. E com um certo "quê" de tudo. E quero tudo ou nada, contigo. E quero um nada de tudo contigo. E de ti. 

 

E tu és um ser completo, num mundo por preencher. És um ser incompleto, num mundo cheio . És um todo, num mundo de nada.

 

E entras de rompante: mas eu gosto quando chegas com tudo. E gosto quando me agarras petulantemente. E quando chego a ti sem perder tempo. E nós estamos praticamente imóveis na tua onda de descrição, mas há todo um mundo dentro de nós que acelera. E que aquece. E que se perde - que se perde em nós, dentro de nós, entre nós... E que te deixa mais agitado (que, claramente, nos deixa bem mais agitados), no mundo que, naquele momento, transpira tranquilidade. E eu chego a ti. 

E ajeito-me no olhar que me fizeste. E espero que me observes e me vejas. Que me refaças e componhas. E que leias. Que me leias, me interpretes, me escrevas, me descrevas, me repitas. E sei que fico mais indiscreta contigo. Mais mexida e agitada. E sou um poço de emoção, sou um poço de ansiedade. Eu sou um ser ansioso, no teu mundo de calma. Sou um ser ansioso, no teu mundo de paz.

E eu sou uma mulher ansiosa, no teu olhar tranquilo. No teu corpo tranquilo.

Eu tenho um coração desassossegado, no teu peito calmo.

 

Porque eu sou um ser emotivo, num mundo desapegado. E tu refazes-me cada vez que me tocas, porque tu és uma espécie de restaurador, no meu mundo em ruínas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

  • "Amar é dar a alguém a paz que o mundo tira".

    03 Fevereiro, 2024

    Deixemo-nos de cenas : a vida e o mundo de hoje em dia são - inevitavelmente - stressantes. (...)

  • Gostar de ti

    15 Janeiro, 2019

    É fácil gostar de ti.  É fácil gostar do brilho que me trazes, da energia que me dás, (...)

  • Sob Azevinho

    10 Dezembro, 2017

    Sentia-se agora toda aquela agitação que refletia ansiedade da primeira vez. Desde de manhã (...)

  • Acontece

    29 Julho, 2015

    Era suposto ser só eu. Eu e as as minhas manias, as minhas manhas, os meus sonhos, as minhas (...)

  • [Im]perfeição

    23 Novembro, 2013

    "Foi perfeito", repetia: "perfeita a maneira como tudo aconteceu, como tudo correu", como ele (...)

Partilha[-me]

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2011
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2010
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2009
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D