Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

#EsteOutroMundo

#EsteOutroMundo

Epifania

De repente, o inverno aqueceu. Os dias passam a correr, o céu está azul e a paisagem brilhante. Parece que existe música de fundo em cada passada, parece que só se ouve rir e até as luzes de Natal parecem refletir com um brilho diferente, nos olhos de quem as observa. De repente, o peito enche-se de ar, mas parece mais leve, o coração acelera, o estômago agita-se, os joelhos tremem e as bochechas arrosam-se.

 

Um sorriso rasga-se timidamente, mas sem vontade de se fechar. Os olhos arregalam com cada som que soa dos lábios que olham, as mãos suadas tentam tocar tudo, como se fossem uma espécie de miragem. Não é. E o corpo fica a trabalhar num ritmo completamente diferente. Vive a alma por ele. Aliás, dança a alma por ele. Dança com uma alegria mágica, dança como se o mundo fosse acabar.

 

E se calhar acabou. Se calhar, de algum mundo acabou quando ela sentiu que tudo aquilo era, efetivamente, real. Se calhar, o mundo dela acabou ou, pelo menos, o mundo tal como ela o conhecia. Ou todo um mundo que ela sempre dispensou conhecer. Mas, de certeza, um novo universo foi criado, para além do universo que surgiu dentro dela. Um universo dela. Um universo dela... e dele. Um universo com tudo de novo para conhecer e descobrir. Todo um universo que nenhum dos dois, alguma vez, pensou conhecer ou, se quer, imaginar. 

Tudo era real, e ela agora sabia-o. E agora que tinha entrado neste universo, de mãos dadas com tanta coisa nova e com tantas novas borboletas, não havia certezas de que sairia dali. Não havia certezas, se quer, se quereria sair. Algo dentro dela sabia que, mesmo se saísse, era neste momento, impossível sair igual ou mesmo voltar ao mundinho dela tal como o conhecera. Mas ela, definitivamente, não queria pensar em sair.

Não agora. Não agora que tudo fazia sentido, que nada nunca batera tão certo como até então. Não agora com tanto para ver, para cheirar, para tocar e abraçar, com tanto para sonhar e descobrir. 

Não agora que o simples ar que respirava,

a fazia levitar.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

  • Ilusionista.

    25 Fevereiro, 2024

    Fui eu! Claro que a culpada fui eu!    A culpada fui eu porque acreditei em tudo aquilo que (...)

  • "Amar é dar a alguém a paz que o mundo tira".

    03 Fevereiro, 2024

    Deixemo-nos de cenas : a vida e o mundo de hoje em dia são - inevitavelmente - stressantes. (...)

  • Gostar de ti

    15 Janeiro, 2019

    É fácil gostar de ti.  É fácil gostar do brilho que me trazes, da energia que me dás, (...)

  • Acontece

    29 Julho, 2015

    Era suposto ser só eu. Eu e as as minhas manias, as minhas manhas, os meus sonhos, as minhas (...)

  • [Im]perfeição

    23 Novembro, 2013

    "Foi perfeito", repetia: "perfeita a maneira como tudo aconteceu, como tudo correu", como ele (...)

Partilha[-me]

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2011
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2010
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2009
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D