Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

#EsteOutroMundo

#EsteOutroMundo

Smoothie Verde: um novo amor.

Recentemente fiz um upgrade à minha pessoa: pus aparelho. E como toda a gente que já lidou com este tipo de "upgrade", nem sempre é fácil mastigar. Por essa necessidade (e pela minha paixão por smoothies e batidos), resolvi alongar os meus conhecimentos. Curiosamente, quando já andava a pensar que ingredientes devia começar a comprar para voltar aos meus batidos, apareceu-me um vídeo que reunia várias opções. Obviamente, resolvi adaptar aos meus gostos e paladares (legumes, num batido? Não me parece. Muito menos esses "pós de proteína").

Portanto, abracei os batidos como uma fonte de vitaminas e um snack saudável fácil e rápido de fazer que me sacia, acaba com a vontade de comer doces e me faz ir ao céu.

Deixo-vos hoje o meu primeiro batido verde, sem legumes e coisas estranhas (para quem gosta do tradicional copo de fruta batida e pensa como eu), que a medo, me conquistou ao primeiro gole. E mais uma vez... com muita fibra, saudável também para a carteira e sem açúcar refinado!

Captura de ecrã 2017-11-30, às 22.36.59.png

 Ingredientes:

1 abacate maduro

1 banana madura

1 maçã verde

2 kiwis (maduros)

1,5 c. café de mel

gelo q.b.

 

Junto o interior do abacate e o resto da fruta cortada aos bocadinhos (deixei a maçã com casca), a colher de mel e gelo (está frio e como para mim, gelo só nos granizados, resolvi adicionar um pouco de água e duas pedras de gelo) e trituro até ficar sem grumos. Fácil e rápido, sem enganos e temos uma refeição deliciosa! 

 

Bon apetit.

 

Batido de Morango

Como já disse sou gulosa - bem gulosa - mas ando a tentar controlar esse vício. Não sou fã de dietas e muito menos fã destas modas do free gluten e lactose free e free de tudo. Na verdade, concordo que haja alternativas para as pessoas que sejam intolerantes ou alérgicas a este tipo de coisas, mas numa só receita tirarem-lhe tudo o que lhe dá vida acho um crime, principalmente se lhe afetar o sabor! No entanto, concordo que comemos artificialidades de mais, ingerimos demasiados disparates e comidas pré-fabricadas, impingimos ao nosso organismo tanto lixo que um dia destes ele simplesmente deixa de se conseguir adaptar e por isso, tenho tentado seguir um regime saudável, abdicando de comidas que nos sobrecarregam o organismo mas nunca abdicando do sabor intenso das comidas.

Portanto, abracei os batidos como uma fonte de vitaminas e um snack saudável fácil e rápido de fazer que me sacia, acaba com a vontade de comer doces e me faz ir ao céu. O que vos deixo aqui hoje é dos mais vulgares, mas não deixa de ser um pecado bem guloso e cremoso. Ah! É sem açúcar refinado e saudável também para a carteira.

IMG_20150427_204241 (1).jpg

 Ingredientes:

5 morangos médios

1/2 banana

1 iogurte natural sem açúcar

100 ml leite

açúcar - opcional

Junto o leite, o iogurte e a fruta cortada aos bocadinhos e trituro (com varinha mágica ou liquidificador, mas o objetivo é ficar tudo bem moído e sem grumos). Et voilá.

O iogurte é natural sem açúcar, mas se preferirem podem usar açucarado. Já experimentei um natural grego mas fica demasiado cremoso e espesso e não dá tanto jeito para beber. Eu tento ao máximo cortar no açúcar, para que fique saudável e com o sabor natural, afinal de contas a fruta já tem açúcar suficiente!

 

Hoje servi com tostinhas feitas por mim com baguete e creme de delícias do mar caseiro, ótimo para snacks, sandes, e entradas das refeições! 

 

Vitamina C de Tropical - Smoothie manga, mamão e ananás

Por hábito, ao jantar não costumo fazer refeições elaboradas e pesadas, tanto pela fome que não é muita, como pela vontade de cozinhar. E há tempo apercebi-me que andava a ingerir poucas frutas e fibras e como sou um pouco preguiçosa nessas coisas, mas extremamente gulosa, lembrei-me que poderia começar a juntar o útil ao agradável e fazer batidos de fruta - os batidos detox têm muito boas referências, alguns até conquistam pelo aspeto e confesso que até tenho uma certa curiosidade, mas o facto de legumes crus serem parte integrante desses batidos, rapidamente me deixa sem vontade de experimentar.

 

Há uns dias acabei por comprar frutas um pouco mais tropicais que o costume para variar um pouco mas quando fui procurar à net receitas de batidos que envolvessem pelo menos duas destas frutas não encontrei nada de especial. Hoje, cheia de vontade de tomar uma vitamina destas, resolvi improvisar e o resultado foi fantástico! 

IMG_20150420_203959.jpg

 

Sinceramente, não sei que tipo de bebida ficou, mas decidi classificá-la como smoothie. Os ingredientes para o resultado fantástico e super cremoso foram:

 

1/4 mamão-papaia

1/4 ananás

1/2 manga

sumo de uma laranja

1 iogurte natural sem açúcar

açúcar - opcional

 

Pus tudo no liquidificador e não usei açúcar. Depois usei a varinha para acabar com aqueles grumos mais chatos. Esta quantidade dá para mais ou menos dois copos como os da imagem.

Quanto ao iogurte, uso sem açúcar porque quero as minhas bebidas o mais natural possível. Neste caso era iogurte bífidus natural. Se quiserem que fique ainda mais cremoso podem usar iogurte grego. Eu, pessoalmente, quando experimentei não gostei.

Para acompanhar torrei umas bagels e normalmente acompanho os meus batidos com torradas ou tostas mistas.

 

Como vêem é uma receita super fácil e rápida, e não muito cara. O melhor de tudo e que evita remorsos, é não ter açúcar refinado, que tenho conseguido evitar nas minhas vitaminas e eles ficam predileta e indiscutivelmente deliciosos mesmo sem ele! Não se esqueçam que a própria fruta já tem açúcar.

 

P.S. - E quando digo "deliciosos" são mesmo, porque eu sou super esquisita nesse ponto.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

  • "Amar é dar a alguém a paz que o mundo tira".

    03 Fevereiro, 2024

    Deixemo-nos de cenas : a vida e o mundo de hoje em dia são - inevitavelmente - stressantes. (...)

  • Gostar de ti

    15 Janeiro, 2019

    É fácil gostar de ti.  É fácil gostar do brilho que me trazes, da energia que me dás, (...)

  • Sob Azevinho

    10 Dezembro, 2017

    Sentia-se agora toda aquela agitação que refletia ansiedade da primeira vez. Desde de manhã (...)

  • Acontece

    29 Julho, 2015

    Era suposto ser só eu. Eu e as as minhas manias, as minhas manhas, os meus sonhos, as minhas (...)

  • [Im]perfeição

    23 Novembro, 2013

    "Foi perfeito", repetia: "perfeita a maneira como tudo aconteceu, como tudo correu", como ele (...)

Partilha[-me]

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2011
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2010
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2009
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D